Resenha: O Alienista, Machado de Assis

Seguindo nosso cronograma do Clube de Leitura, nesse mês eu li essa novela maravilhosa do Machado de Assis! Se você nunca leu nenhuma obra desse autor, sugiro que comece por O Alienista. Sério! Você vai amar!

Esse livro foi publicado em 1882, numa época na qual a divulgação científica ganhava força e a ciência ganhava adeptos que acreditavam que ela poderia explicar e justificar todas as coisas. E como Machado de Assis era crítico dessa crença cega na ciência, ele produziu essa obra que pode ser considerada uma sátira ao cientificismo. Só por isso você percebe como esse livro é interessante.

Eu li o e-book produzido pela Editora Ciranda Cultural, que contém apenas 81 páginas. Ou seja, é um livro curto, e como a história possui uma linguagem de fácil entendimento, você consegue finalizar essa leitura em apenas um dia, se quiser.

Além disso, essa edição ainda conta com alguns textos de apoios interessantes, como alguns comentários sobre a obra, e até questões de vestibulares e sugestões de atividades que podem ser realizadas tendo essa leitura como base.

Sem mais delongas, vamos a resenha.

O Alienista

O protagonista dessa novela machadiana é o Dr. Simão Bacamarte, o alienista, título equivalente ao que conhecemos como psiquiatra atualmente. Ele chama a atenção pela sua determinação, quase uma obsessão, em pautar todas as decisões da sua vida, inclusive a escolha da sua esposa, em critérios lógicos e científicos.

Depois de retornar da Europa, onde consagrou sua carreira médica, Dr. Bacamarte decide morar em Itaguaí, uma cidade do interior do Rio de Janeiro, onde resolve se dedicar aos estudos da psiquiatria e decide construir o manicômio Casa Verde, que deveria abrigar todos os loucos da cidade.

A princípio, somente algumas pessoas, consideradas loucas ou socialmente inaceitáveis, eram levadas para o manicômio. Mas com o tempo, Dr. Bacamarte amplia o que ele entende como atitudes inadequadas e relacionadas a loucura, e começa a internar qualquer pessoa que demonstre um comportamento aparentemente inadequado, como o vaidoso, o ambicioso e o bajulador.

E é claro que isso gera uma grande confusão na cidade. Inclusive, depois de uma revolta, ele muda o critério de seleção para internar pessoas com outro tipo de comportamento, o que acaba gerando mais uma confusão e cenas engraçadíssimas!

Aliás, esse livro é repleto de ironias, humor e sarcasmo, o que torna a história leve, divertida e muito envolvente para o leitor. Tudo isso te ajuda a enxergar a crítica do autor aos seguidores quase religiosos do cientificismo ou de qualquer outra corrente de pensamento, como a religião, o trabalho e as celebridades, por exemplo.

Afinal, é possível transformar qualquer coisa ou paixão num culto obsessivo. Por isso, acredito que a principal lição desse livro é que precisamos tomar cuidado para não resumirmos a nossa vida a um único tema, simplificando-a e reduzindo-a a uma forma restrita de enxergar o mundo.

Além disso, com essa leitura eu também comecei a me questionar: afinal, o que é a loucura? Quais os limites da sanidade? Porque essas são algumas das perguntas que o próprio Dr. Bacamarte parece se fazer. Ah! E o final é SENSACIONAL! Com uma reviravolta daquelas…

Leia esse livro


Eu amei essa leitura e fiquei muito feliz de ter adicionado esse livro no Clube de Leitura. Esse é o terceiro livro de Machado de Assis que eu leio. Já li Memórias Póstumas de Brás Cubas e Dom Casmurro, e com O Alienista percebi que preciso continuar me aventurando nos livros machadianos.

E se você está buscando um livro leve, divertido e curto, recomendo muito a leitura dessa obra. Acredito que você vai gostar!

Transparência: Eu participo do programa de afiliados da Amazon. Por isso, ao adquirir qualquer produto utilizando o link disponível nessa postagem, você me ajuda a manter meu trabalho aqui na internet. Muito obrigada!

Publicado por

Curiosa, apaixonada por livros e completamente consciente de que ainda tem muito a aprender. Acredita que a educação e o trabalho não apenas libertam, mas também te fazem transbordar. E isso está ao alcance de todos.

3 thoughts on “Resenha: O Alienista, Machado de Assis

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s