Resenha: A Abadia de Northanger, Jane Austen

Estou determinada a ler mais clássicos e autores ingleses. (Na verdade estou determinada a ler mais sobre tudo). Por isso, nesse mês também me dediquei a leitura de A Abadia de Nothanger, segundo livro que eu leio da Jane Austen.

O livro foi lançado em 1818, depois da morte de Jane Austen (1775-1817), e originalmente foi publicado num volume único junto com outro livro da autora chamado Persuasão.

E que leitura deliciosa! Fiquei surpresa por ter gostado tanto da história desse livro. Na verdade, ele é uma paródia dos livros de literatura gótica, que envolvem histórias de mistério e terror, e que fazia muito sucesso na Inglaterra nos séculos XVII e XVII.

Eu li o e-book produzido pela LP&M Pocket e que está disponível no Kindle Unlimited, do qual sou assinante. Nessa versão, o livro tem 189 páginas, que eu li rapidamente, porque gostei muito da história.

Além disso, essa edição vem com um prólogo muito interessante produzido pelo tradutor Ivo Barroso, que já traduziu outras obras de Jane Austen. Nesse texto, ele compartilha curiosidades sobre a história da autora e da publicação desse livro, além de compartilhar sua interpretação essa obra. Por isso, recomendo a leitura.

Enfim, vamos aos detalhes desse livro.

Leia também: 10 motivos para comprar um Kindle

A Abadia de Northanger


A abadia de Northanger nos apresentar a história de Catharine Morland, uma garota de 16 anos extremamente comum. Ela não possuía uma beleza extraordinária ou grandes habilidades.

Na verdade, ela cresceu numa família numerosa, sem uma grande fortuna, mas que também não era pobre. Contudo, ela era apaixonada por livros de romance e de literatura gótica, que influenciaram muito sua visão fantasiosa e inocente da vida.

Por isso, em várias passagens Catherine vai imaginar coisas que simplesmente não acontecem, baseada nesse mundo de fantasia que ela criou. Ou seja, ela tem dificuldade de enxergar a realidade, o que causa alguns problemas.

O livro é dividido em duas partes, basicamente. Na primeira, Catharine vai passar uma temporada em Bath junto com um casal de amigos de sua família. Já na segunda parte, a protagonista vai passar um período na Abadia de Northanger, lugar bem propício para alimentar a imaginação da garota. ⠀

No meio disso tudo, ela conhece sua intragável e dissimulada “amiga” Isabella e seu irmão insuportável e inconveniente chamado John Thorpe, que inclusive estava interessado em Catherine.

Além disso, ela conhece seu pretendente, o amável Henry Tilney, e sua irmã, a doce Eleanor, completamente diferentes e bem melhores do que Isabella e John. Por causa dessa amizade, ela é convidada para passar algum tempo na Abadia, uma vez que a propriedade pertence a família Tilney.

Não darei mais detalhes para não estragar sua leitura, mas preciso te avisar que, ao ler esse livro, você vai se deparar com uma história bem humorada e leve, cheia de situações que expõe ao ridículo tanto a visão romântica e ingênua de Catharine, quanto o comportamento de alguns personagens da história e, portanto, comportamentos vistos na sociedade inglesa. ⠀

Leia também: Clube de Leitura 2020.

Leia esse livro!

Gostei muito dessa leitura, porque não esperava muito do livro, mas ele me surpreendeu positivamente. Além disso, preciso admitir que, para mim, a segunda parte do livro, quando a história se passa na Abadia, é bem mais interessante do que a primeira.

Falo isso porque, na primeira parte, Catherine se mostrava mais inocente e ainda estava muito envolvida com a família Thorpe e seus irmãos manipuladores. Contudo, isso não significa que essa parte é chata, é só que Jane Austen conseguiu criar uns personagem bem irritantes, mas acredito que ela fez isso de propósito. Afinal, esse livro é uma paródia.

Outra coisa que preciso admitir é que, entre esse livro e Orgulho e Preconceito, eu fico com a segunda opção, que considero mais madura, enquanto A Abadia de Northanger tem uma história mais adolescente. 

Mesmo assim, amei a leitura e recomendo o livro a todos!

Transparência: Eu participo do programa de afiliados da Amazon. Por isso, ao adquirir qualquer produto utilizando o link disponível nessa postagem, você me ajuda a manter meu trabalho aqui na internet. Muito obrigada!

Publicado por

Curiosa, apaixonada por livros e completamente consciente de que ainda tem muito a aprender. Acredita que a educação e o trabalho não apenas libertam, mas também te fazem transbordar. E isso está ao alcance de todos.

3 thoughts on “Resenha: A Abadia de Northanger, Jane Austen

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s